Use o aplicativo #EuFaçoPOA e ajude a conter roubos e furtos de automóveis

Entrou no ar uma nova funcionalidade do aplicativo #EuFaçoPOA, da Prefeitura de Porto Alegre. É o caso do chamado Detetive Cidadão, que permite que pessoas comuns auxiliem no reconhecimento e localização de veículos em situação irregular nas ruas e estacionamentos da cidade. As pessoas, mantendo seu anonimato, poderão auxiliar os órgãos de segurança pública na identificação e recuperação de veículos roubados ou furtados na Capital.

O objetivo é conter roubos e furtos, porque a cada duas horas, três veículos são levados de seus donos por criminosos. Porto Alegre foi a quinta cidade em número de ocorrências, atrás de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza e Brasília no mês de maio. Foram 924 roubos e furtos de veículos, fazendo com que a cidade, que nos últimos meses alternava sempre entre terceira e quarta posição, recuasse no mês. De janeiro a maio já foram 5.206 casos na capital gaúcha.

A nova funcionalidade permite fotografar a placa do veículo, a partir daí, as informações são compartilhadas com o sistema de monitoramento de tráfego utilizado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-RS).

O procedimento de envio das fotos é totalmente sigiloso e o aplicativo não registra o número de quem enviou a foto.

3 comentários:

Luiz Vargas disse...

Resumindo: o desgoverno virtual de júnior, o coroné interventor, criou uma espécie de "uber" da segurança pública.
Daqui mais três anos coroné interventor descerá de seu virtual pedestal para pedir os votos dos reais eleitores.

Anônimo disse...

Todos perdidos e sem capacidade mental de se encontrarem. E vai ficar cada vez pior.

Ultra 8 disse...

Alcagueta eletrônico,era só o que faltava...

O povo é trouxa em ajudar órgãos do governo que só existem para arrecadar e não dão nada em troca!

Agora o zé povo baixa o aplicativo para colaborar como novos BOLCHEVIQUES do século 21. povo ferrando povo,é disso que os
governos corruptos gostam.

O comunismo enrustido funciona nesta terra de otários.